Foto: Whatsapp

Ontem à noite aconteceram duas mortes já amplamente noticiadas pela imprensa local. Foi assassinado o elemento conhecido como Ivanzinho, cujo motivo a polícia ainda vai tentar esclarecer, mas, comenta-se que poderia ser acerto de contas.

Na mesma hora, uma menina que tentava fugir do local foi atingida por uma bala perdida e vei a falecer.

Hoje, no final da manhã, uma criança que saía da escola Integração Nacional, em Miritituba, foi vítima de um acidente fatal.

Uma carreta passou sobre sua cabeça, provocando morte imediata e grande comoção no referido distrito.
por J. Parente
Um barco que saiu de Santarém, no oeste do Pará, pegou fogo na noite de quarta-feira (28), quando navegava pelo Rio Tapajós, com destino a Itaituba. Segundo testemunhas, o incêndio começou quando o barco estava distante cerca de uma hora de barco do município de Aveiro.
O incidente teria iniciado na cozinha da embarcação e se alastrou por outros compartimentos. Segundo o sobrinho de um dos passageiros, ninguém ficou ferido. 'Meu tio fretou o barco porque o dele estava em reforma. Tudo indica que começou pelo gás da cozinha, porque iniciou na parte de trás do barco. Ele disse que perderam tudo, até o celular, por isso que não conseguimos ter contato, mas ninguém ficou ferido', conta Inácio Braga Júnior.
Ivan Oliveira “Ivanzinho” foi executado por dois pistoleiros, como queima de arquivoPor volta das 19 horas de quarta-feira, dia 23, armados de pistola em uma moto, dois homens assassinaram o cidadão Ivan Oliveira Silva, conhecido por Ivanzinho, de 30 anos, em Itaituba, Oeste do Pará.
Thaís Silva estava na frente de sua casa quando foi atingida pela bala perdidaOs pistoleiros efetuaram vários disparos provocando pânico entre os moradores da redondeza da 29ª rua, Bairro do Bom Remédio, local do crime. Na confusão, a menor Thais Montel Silva, de 9 anos, também foi morta por uma bala perdida, ao ser alvejada na barriga quando estava brincando em frente de sua casa.

Nicodemos Aguiar criticou postura de Toninho Piloto, defensor da prefeita Eliene NunesA Sessão ordinária da Câmara de vereadores do dia 27 (terça-feira) teve de tudo no duelo verbal entre os vereadores Toninho Piloto e Nicodemos Aguiar. Toninho Piloto chamou Nicodemos Aguiar de fofoqueiro e, Nicodemos devolveu afirmando que os vereadores da base que defendem a prefeita Eliene Nunes, com unhas e dentes, são tudo um bando de puxa-sacos, que deveriam brigar pelos direitos do povo e não da Prefeita.