Emílio Picardo
Emílio Picardo
GOVERNO QUE ERA DE TODOS, AGORA ESTÁ VIRANDO DE POUCOS. Em doses homeopáticas a Prefeitura de Itaituba vai perdendo pessoas que apesar de terem sido importantes na vitória política da prefeita Eliene Nunes, por se sentirem politicamente exilados no próprio grupo,  começam a saltar fora de um barco à deriva. Emílio Picardo, que vinha administrando o aeroporto de Itaituba a pão e água, sem recursos sequer para comprar papel higiênico, entregou seu cargo na sexta-feira, dia 13.
A prefeita embora tenha consciência que não está dando as mínimas condições de trabalho ao Emílio que é muito competente, mas não é milagreiro, não aceitou o pedido. Ela pediu que Emilio continue, mas é muito improvável que isso aconteça, pois Emílio está irredutível pelo estado de extrema penúria em que está o aeroporto, sem condições logísticas nenhuma num setor complexo, de grande responsabilidade, mas sem nenhuma verba.
Dr. Emanuel Bentes registrou BO na Seccional de Polícia contra o fazendeiro conhecido por Zé do Boi
Dr. Emanuel Bentes registrou BO na Seccional de Polícia contra o fazendeiro conhecido por Zé do Boi
O nível de violência em Itaituba, no Oeste do Pará, vem ultrapassando todos os limites do bom senso. O advogado Emanuel Bentes, em pleno exercício de sua função, foi agredido fisicamente pelo fazendeiro conhecido por Zé do Boi.
O advogado estava visitando a área que teria suspeitamente sido alvo deincêndio criminoso, de acordo comrelato de seu cliente e documento do IML.
Dr. Emanuel Bentes estava saindo da loja que fica ao lado da residência do seu cliente, o comerciante Narciso Costa Pereira, por volta de 17h45min de sexta-feira, dia 13, quando foi agredido fisicamente por Zé do Boi. De acordo com o advogado, o agressor Zé do Boi lhe desferiu de surpresa vários socos no lado direito do pescoço, e chutes nos testículos, quando saia da área incendiada sentido da rua.
Sgt. Albertino Soares, Cb. Pedro Davila, Cb. Wilton Pessoa, Sd. Mackson Melo, quatro acusados
Sgt. Albertino Soares, Cb. Pedro Davila, Cb. Wilton Pessoa, Sd. Mackson Melo, quatro acusados
Após o fim das investigações da Corregedoria da Polícia Militar a respeito dos atentados contra as residências dos comandantes do 15º BPM e do CPR-X, cinco policiais militares foram presos na manhã de quarta-feira, 11. A operação foi deflagrada por volta de 05h, de quarta-feira, 11.
ENTENDA O CASO: Por volta das 3hs00min da madrugada de terça-feira, 06 de maio deste ano, alguns elementos de motos efetuaram vários disparos na casa onde mora o Coronel Santiago, comandante do CPR-X, e em um veículo que estava em frente à residência do Tenente Coronel Lacerda, comandante do 15º BPM de Itaituba, no Oeste do Estado.
GTO foi acionado para intervir (Foto: G1)
O diretor do núcleo de administração da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), Mauro Matos, negou que tenha havido falha no esquema de segurança durante a transferência de um detento de Santarém, oeste do Pará, para Belém, na noite de sexta-feira (13). Em entrevista à TV Tapajós na tarde de segunda-feira (16), Matos afirmou que foram adotados os procedimentos normais de embarque e enfatizou que em sete anos na função, foi a primeira vez que um preso reagiu durante deslocamento aéreo.