Professores indígenas protestaram
Professores indígenas protestaram
Após meses de impasse, a Justiça Federal ordenou na terça-feira (1º) que aprefeitura de Jacareacanga, sudoeste do Pará, restabeleça a quantidade necessária de professores nas escolas indígenas do povo Munduruku.
No início de 2014, sem aviso, a prefeitura demitiu 70 professores indígenas sob alegação que eles não tinham formação adequada para atuar. Desde então, as escolas estão com sérias dificuldades de funcionamento. “É evidente que suspender ou inviabilizar o acesso àeducação não é solução. Alguma educação é sempre melhor do que nenhuma educação”, diz a decisão do juiz Rafael Leite Paulo, da subseção judiciária de Itaituba.