Tanto do lado do esperançoso verde do boto Tucuxi, quanto do charmoso boto Cor de Rosa, o que se vê – a pouco mais de dez dias do evento – é muito trabalho nos galpões entregues este ano, especialmente, para facilitar a produção das alegorias, fantasias, ensaios e oficinas das duas associações folclóricas da Vila de Alter do Chão, em Santarém, oeste do Estado, que promovem, anualmente, o centenário Festival do Çairé. Programada para o período de 11 a 15 de setembro, a edição deste ano já tem programação definida, apresentada em uma reunião ocorrida na última sexta-feira (29), no Teatro Vitória, com a presença da coordenação e diretores dos blocos.