A ponte de madeira que desabou na tarde de ontem (11), no km 22 da Rodovia Transamazônica, na cidade de Itaituba, sudoeste paraense, será liberada ao tráfego de veículos neste sábado (13). Após uma carreta tentar passar pelo local, dois dos quatro pilares que sustentavam a ponte desabaram. Ninguém ficou ferido.
O enterro da jovem Roseane Noronha Santos, 20 anos, encontrada morta em Tomé-Açu após desaparecer desde a última sexta-feira (04), ocorreu no final da manhã de hoje (12) no município de Rurópolis. A cerimônia foi acompanhada de uma passeata pelas ruas da cidade.
Enquanto a população do Pará já lida com os transtornos causados pela queda de uma ponte na rodovia Transamazônica, no sudeste paraense, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu nesta sexta-feira (12) uma nova ocorrência de ponte caída, dessa vez na rodovia BR-163, próximo ao município de Rurópolis, no oeste paraense.
Segundo a PRF, a ocorrência foi registrada pela corporação por volta das 10h, e uma equipe de agentes foi encaminhada ao local para averiguar a situação.
Ponte desaba com caminhão na rodovia Transamazônica (Foto: Divulgação/PRF)
Uma ponte localizada no quilômetro 25 da rodovia Transamazônica, próximo a distrito de Campo Verde, desabou na última quinta-feira (11). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) foi informado do acidente e ficou de enviar uma equipe para fazer o levantamento e posterior recuperação da ponte.
O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), representado pelos promotores de ItaitubaJoão Batista de Araújo Cavaleiro de Macêdo Júnior e Juliana Dias Ferreira de Pinho Palmeira, propôs Ação Civil Pública (ACP) contra as empresas de telefonia celular Vivo e TIM, pedindo providências para melhorar o serviço no município. Entre elas a substituição, reparo e ampliação dos equipamentos existentes. O MPPA pede ainda a suspensão da venda de novos chips até que o serviço seja normalizado na região. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (11). O G1 tenta contato com as empresas de telefonia citadas.
Um homem de 42 anos foi preso suspeito de agredir fisicamente a própria companheira na cidade de Rurópolis, no sudeste do Pará. De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (11) pela Polícia Civil, a agressão ocorreu após o acusado chegar em casa com sinais de embriaguez, na noite do último domingo (7). A vítima registrou boletim de ocorrência nda Delegacia do município e foi encaminhada para a perícia médica, que constatou as agressões. Com base nos resultados, o suspeito foi preso pelo crime de violência doméstica e está detido na Delegacia do município.