segunda-feira, 11 de maio de 2015

Aeronave cai em Novo Progresso

Piloto Celsinho continua desaparecido
Piloto Celsinho continua desaparecido
O acidente aconteceu no sábado (09) envolvendo uma aeronave que caiu no rio Curuá, próximo a aldeia indígena Baú, no município de Novo Progresso, Oeste do Pará, o piloto Celsinho continua desaparecido.
Uma equipe de amigos do piloto, e colaboradores voluntários que seguiram para aldeia na tarde de sábado (09) com quatro mergulhadores equipamentos. O Piloto, segundos antes de cair avisou pelo rádio que estava com a pane na aeronave. Conforme informação coletada no local pelo piloto Magal, que acompanha as buscas, foi encontrada a aeronave praticamente toda destruída, dentro dela alguns pertences.
ENTENDA O CASO: A aeronave pilotada por um dos pilotos mais experientes e antigos da região caiu no rio, próximo aldeia Baú.
Celsinho alertou sobre pane na aeronave antes da queda através do rádio. No início da tarde de sábado (09), um avião monomotor, de propriedade do piloto Celsinho, decolou de Novo Progresso com destino aldeia Baú, e caiu antes de chegar à pista. Celsinho minutos antes de cair avisou da pane através do rádio para piloto amigo no aeroporto de Novo Progresso,
Destroços da aeronave resgatados do rio Curuá
Destroços da aeronave resgatados do rio Curuá
Conforme informação coletada no aeroporto, Celsinho avisou da pane, segundo ele estava a trinta segundos de pousar na pista, a comunicação caiu, mas ele avisou que tentaria pousar. Os indígenas localizaram o banco da aeronave boiando com marcas de sangue e fios de cabelo, mas não encontraram o piloto, as manchas de óleo estão visíveis no rio. São grandes as possibilidades da aeronave ter batido em uma árvore e caído de bico dento do rio Baú. Uma equipe de amigos, pilotos e mergulhadores se deslocaram até o local do acidente para ajudar nas buscas. Em conversa com piloto experiente, a possibilidade de encontrar o piloto Celsinho com vida é remota. Esta é a sexta vez que Celsinho sofre acidente de aeronave.
Fonte: RG 15/O Impacto e Folha do Progresso

Nenhum comentário:

Postar um comentário