Um crime com adolescente de 13 anos chocou a população de Novo Progresso ainda continua sendo mistério.
Após encontrar o corpo pendurado em uma arvore, com requintes de crueldade , da jovem Antônia Claudiane de Souza Silva de 13 anos , o caso ainda não foi desvendado pela justiça.
A policia civil de Novo Progresso na época enquadrou o padrasto com principal suspeito, material foi coletado para exames, segundo a policia ainda não saiu o resultado. Na cadeia o Padrasto preso como principal suspeito nega qualquer  envolvimento no caso.

O Ministério Publico Estadual solicitou outros exames, que foram coletado do cadáver, o material foi encaminhado para centro de exames  criminalística de Belém, o resultado deve de sair nos próximos dias. Segundo o delegado responsável pelo caso  somente após estes exames a policia vai poder disser se o padrasto é ou não culpado. Nenhuma outra pessoa envolvido com o crime foi preso.
ENTENDA O CASO
Padrasto é o principal suspeito – crime chocou a população.
Antonia Claudiane de Souza Silva de 13 anos.
Antonia Claudiane de Souza Silva de 13 anos.
Foi encontrada na manhã de sábado (18 de Abril) o corpo de Antonia Claudiane de Souza Silva de 13 anos. Claudiane estava desaparecida desde terça-feira (14/04), saiu de casa para ir para a Escola João Carlos Batista e não retornou mais para casa.
Os familiares de Claudiane começaram a fazer buscas pelos quatros cantos da cidade e a encontraram sem vida, ao lado da pedreira desativada Vale do Curúa.
O corpo está aproximadamente vinte ( 20) metros mata a dentro, Claudiane foi encontrada pendurada em uma árvore enforcada e sem roupas, tudo indica que também foi abusada sexualmente.
Próximo ao local aonde foi encontrado o corpo tem duas edículas que hoje é usado por usuários de drogas.
Objetos encontrados dentro da edícula.
Segundo informações o padrasto é o principal suspeito, conforme seu depoimento e de outras pessoas, o mesmo caiu em contradição. Conforme relatos da família o padrasto Aguinaldo Pereira da Silva tinha muito ciúmes de Claudiane, e foi confirmado em depoimento pela tia ao Conselho Tutelar.
O corpo de Claudiane estava preso em entre duas arvores por uma corda amarrada em seu pescoço.
O local do crime está isolado, ninguém pode se aproximar, peritos da Policia Civil estão chegando para fazer a pericia no local e no corpo de Claudiane. Há fortes suspeitas que outra pessoa pode ter participado do crime.
O desapareciemtno da jovem Claudiane comoveu a população em geral, a Polica Civil , Policia Militar e Conselho tutelar estão unidos trabalhando neste caso.
O padrasto foi retirado da delegacia por medida de segurança, a população ameaçou linchá-lo.
Fonte/Fotos: Redação Jornal Folha do Progresso
Foto- Juliano Simionato -Jornal Folha do Progresso