quinta-feira, 16 de julho de 2015

Sindicato realiza ato ecumênico em memória ao bancário morto durante assalto

Agência do Bradesco em Santarém
Agência do Bradesco em Santarém
Nesta sexta-feira (17), às 10h, na agência do Bradesco em Santarém, o Sindicato realiza ato ecumênico em memória ao bancário Rodrigo Lima Coutinho, morto durante assalto ao Posto de Atendimento Avançado em Trairão, sudoeste do Pará, na semana passada. Natural de Santarém, o trabalhador deixou esposa e filha.
O jovem bancário de 28 anos era o único funcionário da unidade que não dispõe de nenhum tipo de segurança. O dia do crime era dia de pagamento dos funcionários da prefeitura da cidade.
Em fevereiro desse ano Rodrigo teve a casa invadida por criminosos que queriam o dinheiro do banco e como ele não tinha a senha, os assaltantes desistiram do roubo e prometerem voltar. Há suspeitas de que os acusados de tirarem a vida do bancário sejam os mesmos que o ameaçaram no início do ano.
A falta de segurança nas unidades do Bradesco em todo o Estado foi um dos temas da reunião que o Sindicato teve no início desse mês quando a entidade voltou a cobrar a instalação da porta giratória com detector de metais nas agências e postos que ainda não dispõe desse mecanismo de segurança. A instalação de portas giratórias está referendada em leis federal (7.102/83) e estadual (7.013/2007).
Em números – De janeiro a julho desse ano, o Sindicato já contabilizou 28 assaltos consumados (5 na região Oeste) e 14 tentativas (2 no Oeste do Pará). No mesmo período do ano passado a entidade registrou 18 ataques efetivados e 12 tentativas em todo o Estado.
Fonte: RG 15/O Impacto e Sindicato dos Bancários do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário