terça-feira, 1 de setembro de 2015

Dejaci nega ser assassino, apesar das provas

Dejaci Ferreira de Sousa, conhecido como “Snurf”, prestou depoimento para a Polícia Civil do Estado de Goiás, no sábado (29). Ele foi preso na quarta-feira (26), pelo assassinato de um idoso. 
Denunciado pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio da promotora de Justiça Magdalena Torres Teixeira, ele é acusado de ser o executor do triplo homicídio ocorrido no município de Itaituba, em 22 de fevereiro de 2014. “Snurf” estava foragido desde a decretação de sua prisão preventiva.

O triplo assassinato que chocou a população de Itaituiba vitimou a advogada e procuradora do município Leda Marta Lucky dos Santos, sua filha de 10 anos e Hellen Tainara de Siqueira, funcionária que trabalhava na loja pertencente à advogada, local dos sinistros. 
Também foi denunciado pelo MPPA como mandante dos crimes o advogado Altair dos Santos, ex-marido de Leda Santos.
Em seu depoimento diante da Polícia Civil do estado de Goiás, Dejaci Sousa negou participação no triplo assassinato, mas as provas o apontam como executor e Altair como o mandante dos crimes.
(DOL com informações do MPPA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário