terça-feira, 20 de outubro de 2015

Após 16 horas, PF contabiliza R$ 1,5 mi de dinheiro apreendido em veículo


contagem, a Polícia Federal de Santarém divulgou na manhã desta terça-feira (20), que o dinheiro apreendido no fundo falso de uma caminhonete, conduzida por dois homens no km 977 da Rodovia Transamazônica, perto de Rurópolis, oeste do Pará, chegou ao valor de R$ 1,5 milhão. A primeira estimativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) era que a quantia fosse de R$ 600 mil.

Montante está sendo contabilizado pela Polícia Federal nesta segunda (Foto: Adonias Silva/G1)

A contagem foi feita com o auxílio de máquinas e começou às 14h da segunda-feira (19) e só terminou por volta das 6h da manhã desta terça-feira. O dinheiro vai ser depositado em juízo, em uma agência bancária em Santarém, e segundo a Polícia Federal, ficará guardado até a conclusão do inquérito policial.

A grana foi encontrada pela PRF durante uma operação de rotina. O veículo foi abordado para fiscalização e durante uma revista foram encontrados cerca de R$ 5 mil com o passageiro do veículo. Outras cédulas foram encontradas embaladas em tabletes escondidos dentro de um pulverizador portátil de veneno, além das que estavam camufladas na carroceria.

Transportar dinheiro não é crime
De acordo com a Polícia Federal, transportar grandes quantidades de dinheiro não é crime, porém, como a dupla não sabia explicar a origem do dinheiro, foram encaminhados para a PF para prestar depoimentos em seguida foram liberados. “Eles disseram que não sabiam que existia o dinheiro na carroceria, que a caminhonete não era deles e sim de um terceiro, que estavam apenas fazendo o transporte do carro. Como não houve um crime a qual eles pudessem ser autuados em flagrante, eles foram apenas ouvidos, liberados e vão responder o caso em liberdade até a conclusão do inquérito” informou ao G1 o agente da Polícia Federal, Uilsses Tavares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário