Interdição da estrada do Bis já dura dois dias

A interdição da estrada do bis iniciou na manha da terça feira. A estrada dá acesso a uma base de combustíveis e a vários portos de carga e descarga de diversos produtos que abastecem o mercado itaitubense. Mas os moradores do bairro jardim tapajós e da aldeia praia do índio reclamam da poeira e falta de estrutura para trafegabilidade no trecho.
Não é a primeira vez que a estrada é interditada, no semestre passado os manifestantes bloquearam a estrada e só abriram após negociação com o governo do estado, que se comprometeu a pavimentar os 5 quilômetros da estrada.
A interdição da BR já começa a gerar transtornos e empresários do ramo de combustíveis temem a escassez do produto nos próximos dias. Na manha de hoje um caminhoneiro furou o bloqueio passando por cima de uma cerca de proteção de uma igreja. Os manifestantes tentaram impedir, mas não conseguiram evitar a passagem do veiculo.

A presidente do bairro explica que a intenção dos manifestantes é buscar uma alternativa imediata para a questão, já que ate agora, segundo ela, tudo ficou no campo da promessa.
A prefeita do município disse ontem em entrevista coletiva que a gestão vem negociando uma solução para o problema a cerca de dois meses. Ela mostrou o contrato de licitação da obra, já autorizado pelo governo do estado. O investimento será de cerca de dois milhões e oitocentos mil para asfaltar 5 quilômetros da estrada.

A obra só teria inicio em meados de dezembro, de acordo com o cronograma da secretaria de obras do estado. Mas Eliene Nunes diz que não da fugir deste processo burocrático. Os manifestantes foram comunicados do edital, mas preferiram permanecer no local.          

0 comentários:

Postar um comentário