quarta-feira, 4 de novembro de 2015

As definições e indefinições do cenário político itaitubense

Por: Luiz Fernando Sadeck dos Santos (Peninha) Toda semana há boatos de mudanças na politica de Itaituba. Façamos então uma analise do atual contexto político em relação aos últimos acontecimentos, do que tem sido hoje e do que poderá acontecer nos próximos dias. 

Valmir Climaco será o candidato do PMDB. Para vice cogita-se o nome de Suely Aguiar, a mesma que foi vice em sua chapa em 2012, que perdeu para Eliene Nunes. Não deverá nesta eleição, Suely ser a vice. Já que, um nome forte e de ganho politico é o do filho do ex-prefeito Roselito Soares, o conhecido Litinho.
O deputado Estadual Hilton Aguiar, com seu partido, Solidariedade, pode até apoiar Valmir, mas às escondidas, pois em hipótese alguma vai coligar oficialmente com o PMDB, já que o comandante do partido no Pará, Wladimir Costa, é inimigo ferrenho do grupo Barbalho e jamais aceitará apoiar o PMDB. Também temos como impasse o fato de a cúpula Nacional do Solidariedade apoiar o PMDB, pois é um dos partidos que articula, com Paulinho da Força Sindical, o impeachment da Presidente Dilma. Com isso, o deputado Hilton Aguiar, pode até sair do partido, mas não agora, pois a lei não lhe permite, já que não está no ultimo ano de mandato. Ao contrário do seu irmão, o vereador Nicodemos, que em 2016, pode se desligar do Solidariedade, por ser  o ultimo ano de seu mandato de vereador.

 O outro irmão de Hilton Aguiar, o deputado Francisco Chapadinha tenta usar sua influencia dentro do PSD para barganhar o partido em Itaituba. O que vai ser difícil, pois além de Eliene Nunes ser prefeita, conta com o apoio de outros deputados do PSD e o partido jamais vai permitir que seja manobrado pelo PMDB, já que existe uma briga entre Kassab e o PMDB, uma vez que Kassab queria criar o PL para esvaziar o PMDB.

Dos partidos que se apresentam, o único que o PMDB pode contar para uma possível aliança é com o PT, que em termo nacional caminha junto, apesar de varias divergências. Quanto o PMN, que em Itaituba tem a frente o médico Benigno Olazar Reges, temos informações de que vai com o pré-candidato Ivan D’Almeida. Este acerto foi feito  por Belém. Outro forte indicador deste apoio do PMN em Itaituba ao PSDB é a ligação que o Benigno tem com Ivan D’Almeida. Quando Benigno foi prefeito, o empresário Ivan D’Almeida prestou serviço à prefeitura.

Eliene Nunes perdeu a grande oportunidade de ter o apoio do governador do Estado, Simão Jatene, quando permitiu que o empresário Ivan D’Almeida filiasse no PSDB. Agora, Eliene Nunes, sob a pressão de ter que sair do PSD, por conta das noticias de que o partido em Itaituba será tirado de suas mãos, está em articulação, em busca de uma opção, onde aparece até o PSDB, novamente, para se filiar.

Eliene, independente de está no PSD ou em qualquer outro partido, será candidata à prefeita. Como Ivan D’Almeida e Valmir Climaco também serão candidatos.

O que resta é esperar, e ver quem é quem nos apoios partidários, já que o destino dos partidos para as coligações, dependem do regional e até do nacional e não somente da vontade dos representantes dos partidos em Itaituba.

Vejamos: O PP, que tem no Pará, Gerson Peres, é ligado ao Governador Simão Jatene e para onde o chefe  determinar o partido vai. O rumo é coligação com o PSDB. O mesmo acontece com o PSB e PSC. O PSB de Ademir Andrade vai abraçar uma coligação com o PSDB ou PSD e jamais com o PMDB. Quanto ao PSC, o destino é o mais claro, pois o vice Governador é do PSC, então não vai contra seu patrão. O PSC vai pra aliança com o PSDB. O PPS do deputado Arnaldo Jordy, já deixou claro que não  coliga com o PMDB e que vai  apoiar a candidatura do PSDB. 

A Questão mais complicada é a do Democrata -DEM. O partido está hoje na região na mão de Lira Maia, porém, na capital, quem manda é o presidente da Assembleia, Marcio Miranda. Este partido é uma incógnita. E tem sido o partido no qual nos últimos dias, muitos fatos tem ocorrido, inclusive a saída de vários filiados e entrada de outros. O seu destino, só saberemos, no dia da Convenção.

Quanto ao partido  PROS, do ex-deputado Dudimar Paxiuba, esta claro que apoiará à prefeita Eliene Nunes a reeleição, pois os dois vereadores na Câmara são os que mais defendem o governo municipal e a família do ex-deputado tem vários cargos no governo. E o deputado será fiel aos empregos, por isso vai apoiar a prefeita Eliene Nunes, já que não tem possibilidade nenhuma de se coligar com o PMDB, e com o PSDB, pois de lá, o ex-deputado já veio.

O quadro politico começa a se definir em Itaituba. Todavia, como na politica tudo é possível, muitas surpresas estão para acontecer, principalmente pelo tempo de filiação que foi prorrogado para seis meses antes das eleições  e ainda a janela que se abre em abril com a nova lei eleitoral para quem está com mandato, poder sair de um partido e filiar-se em outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário