Promotor militar Armando Brasil
Promotor militar Armando Brasil
O tenente-coronel da Polícia Militar, Josafá Pereira Borges, é acusado pelo Ministério Público Militar de comandar em Itaituba um esquema que envolvia apropriação da produção de cassiterita de garimpeiros, cobrança de propina para policiais militares que atuam no distrito de Moraes de Almeida, no valor de R$ 3 mil, além da cessão de militares para servirem de segurança particular para um indivíduo conhecido por “Gauchinho” na região de Itaituba.