Edital de licitação ignorou informações do próprio plano de manejo de que há famílias indígenas e não indígenas e patrimônio arqueológico nessas áreas
Edital de licitação ignorou informações do próprio plano de manejo de que há famílias indígenas e não indígenas e patrimônio arqueológico nessas áreas
O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que suspenda a licitação para a concessão de três unidades de manejo florestal nas florestas nacionais (flonas) Itaituba I e II, em Itaituba e Trairão, no sudoeste do Pará. Segundo o MPF, o edital de licitação ignorou informações do próprio plano de manejo de que há famílias indígenas e não indígenas e patrimônio arqueológico nessas áreas.
A ação foi ajuizada nesta segunda-feira, 2 de março, na Justiça Federal em Itaituba. O MPF pede decisão urgente que suspenda a licitação feita pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) até a realização de estudo antropológico sobre as comunidades locais e a possibilidade de manutenção da floresta disponível para concessões de manejo florestal. O MPF também pede que a Justiça determine a elaboração de estudo para localização e identificação de sítios arqueológicos.
Professores entram em greve em Itaituba
Professores entram em greve em Itaituba
Em nova Assembléia geral ocorrida na tarde de sexta-feira dia 27, O sindicato dos Trabalhadores em Educação o Pará, subsede Itaituba (SINTEPP) decidiu deflagrar greve na rede municipal de ensino. A decisão saiu após a Coordenação do Sintepp fazer um amplo relato sobre a última tentativa de negociação ocorrida na manhã de quinta-feira, dia 26, entre a categoria e a prefeita Eliene Nunes, que pela terceira vez novamente não apresentou nenhuma proposta aos professores.