A Justiça Federal em Itaituba negou o pedido de liberdade a Ezequiel Antônio Castanha, conhecido como o maior desmatador da Amazônia. Castanha está preso em Itaituba desde fevereiro.
Ele foi um dos citados na operação Castanheira realizada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Ibama para desarticular uma quadrilha que teria desmatado 15 mil hectares de florestas na região sudeste do Pará ao longo de 10 anos. 
Também tiveram pedido de liberdade negado Giovany Marcelino Pascoal e Edivaldo Dalla Riva, conhecido como 'Paraguai'. O juiz federal Ilan Presser também negou o pedido de transferência de Ezequiel Castanha para o município de Novo Progresso.
A rodovia Transamazônica está parcialmente interditada no quilometro 100, no trecho que fica entre Itaituba e Rurópolis, no sudoeste do estado. Um buraco foi aberto na pista devido às fortes chuvas que atingem a região. Somente os carros pequenos estão passando com a ajuda de um trator, mas os motoristas têm que pagar por esse serviço alternativo.
Caminhões e carretas estão parados dos dois lados da pista devido o atoleiro que se formou na estrada. O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit) informou que deve enviar uma equipe técnica até o local para verificar o problema.