peritos do Estado do Pará decidiram permanecer em greve, que completa nesta sexta-feira (18), um mês. Segundo o presidente da Associação dos Peritos Oficiais do Pará (Aspop), Aldecy Moraes, a decisão foi tomada após audiência com o chefe da Casa Civil do governo do Estado, José Megale, que reuniu mais de 50 trabalhadores.

O soldado da Polícia Militar Antônio Edvan Costa, de 29 anos, foi morto a tiros nesta quinta-feira (17), em Altamira, sudoeste do Pará. O crime aconteceu no galpão de uma empresa terceirizada que presta serviços às obras de Belo Monte, localizado há 5 km de Altamira.

O PM foi atingido com três tiros de revólver. Um deles atingiu o peito do militar, que ainda chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Regional da Transamazônica, mas não resistiu aos ferimentos.
cerca de 300 pessoas estão no local
Duas áreas foram invadidas no inicio desta semana no distrito de Miritituba. Os terrenos ficam em local nobre com acesso aos portos e outros empreendimentos.   É a segunda tentativa do grupo de conseguir as terras que pertencem a uma empresa de transportes e a um encarregado de uma das empresas graneleiras.
O grupo justifica a invasão alegando que não tem onde morar e relatam que as terras não teriam documentação quente, além disso  acusam os proprietários de grilar as áreas mais nobres do distrito, deixando os moradores da comunidade excluídos.
Miritituba está hoje vivendo um grande contraste provocado pela chegada de grandes empreendimentos, por outro lado, as dificuldades sociais de quem vive na localidade são visíveis. Os moradores do distrito alegam que encontraram a invasão como alternativa e acreditam que terão sucesso.
por Paulo Leandro Leal (*)
foto blog - pauloÉ normal que em tempos de crise, como este, as pessoas e as empresas pisem forte no freio, refaçam os planos, segurem investimentos, enfim, ficam meio que em stand by esperando para ver o que acontece.

Mas esse pode ser um erro para os que vivem e atuam na região do Tapajós. O medo da crise pode fazer muitos perderem um dos melhores momentos da região, que está recebendo investimentos bilionários.
Especialmente a região do médio e baixo Tapajós é muito rica em minério, além do seu imensurável potencial logístico e energético. Por muitos anos estes potenciais ficaram só no papel, com exceção para a extração de ouro em garimpos tradicionais.
Agora, investimentos privados e públicos começam a dar à região o papel que merece no cenário econômico, transformando-a em um polo logístico, mineral e energético. Estes setores devem investir na região nos próximos cinco a dez anos mais de 100 bilhões de reais.
Prefeituras de 80 municípios do Pará fizeram uma paralisação na manhã desta quarta-feira (16), em protesto pela falta de recursos que atinge as cidades. Os deputados e prefeitos expuseram hoje na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) alguns problemas que as suas cidades vivem sem as verbas federais, entre eles a redução do fundo de participação dos municípios.


De acordo com o deputado Carlos Bordalo, o governo estadual possui uma dívida de R$ 100 milhões com os municípios, sendo R$ 400 mil só com a área da saúde.
Hilton Aguiar e Ildo Gaspaeto, em Belém
Hilton Aguiar e Ildo Gaspaeto, em Belém
Na tarde de terça-feira (15), o deputado estadual Hilton Aguiar esteve reunido na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em Belém, onde foi recebido pelo superintendente Ildo Gaspareto. Na ocasião, solicitou a instalação de um posto da Polícia Federal no município de Itaituba. Esta cobrança se faz pelo fato dos grandes investimentos tanto do setor público quanto do setor privado, que estão se instalando no município de Itaituba e em toda a região do Alto Tapajós, atraindo muitas pessoas de todas as regiões do País, com isso se faz necessário um reforço dos órgãos de segurança para reforçar as ações das polícias Civil e Militar na região.