Um grupo de indígenas da nação Munduruku interdita nesta terça-feira (13) uma estrada em Itaituba, no sudeste do Pará, que dá acesso ao quartel do Exército e portos da região. Eles reivindicam o asfaltamento na área e dizem que só irão liberar a via quando a obra iniciar.
Os moradores e os índios ocupam a pista desde as 6h30 desta terça, impedindo o tráfego de veículos. Os indígenas denunciam que a falta de pavimentação na estrada vem provocando uma série de transtornos, e que as crianças da aldeia estariam sofrendo com doenças respiratórias por causa da poeira do local.
Governador Simão Jatene
Governador Simão Jatene
A Justiça do Pará determinou que o Governo de Simão Jatene suspenda, imediatamente, os contratos com a empresa BR7 Editora e Ensino Ltda. para ministrar cursos de inglês aos alunos da rede pública e também contratos com duas escolas particulares (Centro de Ensino Fundamental e Médio Universo e Colégio São Geraldo), que dariam aulas de reforço para estudantes dos ensinos fundamental e médio.
A decisão liminar saiu na última quinta-feira, 8, e foi assinada pelo juiz João Batista Lopes do Nascimento, da 2ª Vara de Fazenda Pública da Capital. O magistrado atendeu pedido do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp). Só o contrato para o curso de inglês consumiria R$ 198 milhões. As aulas de reforço de outras disciplinas custariam R$ 7,8 milhões aos cofres públicos.