fugitivo da Penitenciária de Cucurunã, Rafael do Carmo Pereira, conhecido como Rafael “Cadáver” deve ser transferido nesta quinta-feira (29) ao município de Santarém, oeste do Pará, para prestar esclarecimentos sobre a fuga.
De acordo com o delegado de Polícia Civil, Jardel Guimarães, por questão de segurança, a intenção é posteriormente encaminhá-lo a um presídio na região metropolitana de Belém. “Ele deve vir primeiramente para Santarém até porque é foragido aqui da Penitenciária Agrícola Silvio Hall de Moura e responde a vários inquéritos policiais no nosso município em razão disso será devidamente ouvido nos autos dos inquéritos policiais, e depois, se houver vaga na região metropolitana ele será encaminhado para um presídio de maior segurança”.
Superintendente do Incra em Santarém, Luiz Bacelar foi preso na manhã de segunda pela PF (Foto: Reprodução/TV Tapajós)Ex-superintendente do Incra em Santarém, Luiz
Bacelar (Foto: Reprodução/TV Tapajós)
A Justiça Federal negou liberdade para quatro presos na operação Madeira Limpa, que desarticulou uma quadrilha de extração e comércio ilegal de madeira em vários municípios do Pará e em Manaus (AM) e Florianópolis (SC). A informação foi repassada pelo Ministério Público Federal (MPF), destacando que as decisões são do dia 21 de outubro.
Os empresários Irio Luiz Orth, Everton Douglas Orth (ambos presos em Santarém) e Eloy Luiz Vaccaro (preso em Santa Catarina) e o ex-superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Santarém,  Luiz Bacelar Guerreiro Júnior (também preso em Santarém), tiveram o pedido de habeas corpus negado.