quinta-feira, 17 de março de 2016

Polícia caça chefe de quadrilha de veículos

Ewerton Martins “Gaucinho” está sendo procurado pela Polícia do Pará e Amazonas
Ewerton Martins “Gaucinho” está sendo procurado pela Polícia do Pará e Amazonas
Uma operação conjunta das polícias civil do Pará e Amazonas, com apoio da Polícia Militar de Juruti, realizada no último fim de semana, resultou na prisão de pessoas envolvidas em roubos de carros, na Cidade de Manaus. A operação denominada “Aliança” teve como objetivo recuperar veículos roubados em Manaus para serem vendidos em Juruti e outras cidades da região.
Seis carros roubados em Manaus foram recuperados no estado do Pará, após a prisão de Alcione Almeida Rocha, 63, conhecido como “Velho”; Ângelo Lima da Silva, 41; e Saturnino Branches de Sousa, 60.
Eles foram presos por investigadores da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), sob a coordenação do delegado titular, Péricles do Nascimento, em parceria com servidores lotados na Delegacia Interativa de Polícia (DIP), de Parintins, 11º Batalhão da Polícia Militar de Parintins e policiais civis e militares de Juruti (PA)
De acordo com o delegado, Péricles do Nascimento, as investigações foram iniciadas em Manaus onde descobriram um grupo criminoso que roubava e depois encaminhava os veículos para vários estados, como o Pará, inclusive para o município de Juruti. O delegado de Manaus declarou que a partir daí entrou em contato com a Polícia Civil do Pará (Juruti) e descobriu que o líder dessa quadrilha reside em Juruti de nome Ewerton Martins, o “Gaucinho”. Ele está foragido.
Péricles disse, ainda, que o líder da quadrilha tem ligações políticas em Juruti por ser genro de um ex-prefeito da cidade, Henrique Costa. Segundo ele, o esquema funcionava com a viagem de “Gaucinho” para Manaus onde comprava os carros roubados e trazia de balsa para Juruti de onde distribuía (vendia) para pessoas de Juruti, de Santarém e outras cidades da região.
O delegado disse que foram recuperados seis veículos, principalmente pick ups do tipo hillux. “As investigações começaram por Juruti porque o líder da quadrilha mora nessa cidade, mas a intenção da Polícia é fazer a operação em outros municípios sempre em operação em conjunto com as policias do Amazonas e do Pará”, explicou.
Alcione Almeida Rocha “Velho” foi preso durante operação da Polícia em Juruti
Alcione Almeida Rocha “Velho” foi preso durante operação da Polícia em Juruti
Durante a operação realizada no dia 10 deste mês, “Gaucinho” conseguiu escapar da caçada policial. Inicialmente fugiu pela rodovia Translago numa Hillux preta, mas devido a perseguição, ele abandonou o veículo e embrenhou-se nas matas da comunidade Café Torrado, não tendo sido alcançado pela Polícia. “Gaucinho” já é reincidente, pois esteve preso outra vez pelo mesmo crime, mas conseguiu sair da penitenciária. Desta vez, o delegado disse que ele é considerado fugitivo e a qualquer momento deve cair nas malhas da Polícia.
Segundo ainda o relatório da Polícia Civil do Amazonas e de Juruti, Gaucinho vendia uma hillux em Juruti por cerca de R$ 20 mil, quando um veículo dessa natureza custa em torno de R$ 100 mil. “Pedimos às pessoas que desconfiem quando alguém estiver vendendo carros por preço muito abaixo do mercado, pois quem compra o roubo também pode ser preso e responder pelo crime de receptação”, alerta o delegado Péricles.
A família de Weverton Martins trabalha com a venda de material de construção e possui uma loja na cidade de Juruti. Durante a operação, a Polícia conseguiu prender um membro da quadrilha, identificado por Alcione Almeida Rocha, de 64 anos, conhecido como “Velho”. O delegado afirmou que a Polícia não vai descansar enquanto não colocar “Gaucinho” atrás das grades, uma vez que está com a prisão decretada.
“Iniciamos as investigações há pouco mais de um mês. Alcione é apontado como um dos responsáveis pela compra de veículos roubados em Manaus e levados para o estado do Pará”, enfatizou Dr. Péricles.
“Velho” estava em posse de uma caminhonete roubada quando foi preso na Comunidade Café Torrado, situada no município de Juruti, no Pará. Em seguida, naquela mesma área, os policiais prenderam Ângelo. Saturnino foi abordado na Vila Socorro, em Santarém. “Os carros que estavam com eles haviam sido roubados em Manaus”, declarou Péricles.
Alcione, Ângelo e Saturnino foram autuados em flagrante por receptação qualificada. Ângelo e Saturnino foram liberados após o pagamento de fiança. Alcione permanece preso na Cadeia Pública de Juruti, aguardando decisão da Justiça.
ROUBO NA SEMINFRA DE SANTARÉM: A Polícia Civil de Santarém abriu inquérito para investigar o roubo de veículos do pátio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra). Pelo menos dois Boletins de Ocorrência foram registrados na 16ª Seccional da Polícia Civil de Santarém, na semana passada, por proprietários denunciando roubos de veículos do pátio da Seminfra. Uma mulher que teve a motocicleta roubada afirmou que vai entrar na Justiça contra a Prefeitura de Santarém, para ter o ressarcimento do seu veiculo. Hoje, dezenas de veículos continuam no pátio da Seminfra, após apreensões realizadas durante fiscalizações da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT).
Por: Manoel Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário