sábado, 9 de julho de 2016

Calote – Obra da estrada do Bis está parada


Prefeita Eliene Nunes e secretário de Obras do Estado, Kleber Menezes, quando assinavam convênio da Obra
Prefeita Eliene Nunes e secretário de Obras do Estado, Kleber Menezes, quando assinavam convênio da Obra
No município de Itaituba, no oeste do Pará, tudo que é anormal transparece normal pela falta de transparência de como ocorrem. Ano passado a prefeita Eliene Nunes participou de uma solenidade política festiva com a presença do Governador em exercício e Lideranças Mundurucu, quando em meio a flash e discursos de entusiasmos foi anunciado finalmente o asfaltamento da Estrada do Bis.  Foi assinado o convênio entre o Estado e a empresa Via Oeste.
O diretor da empresa, o Governador e a Prefeita anunciaram o início das obras que no papel era uma coisa, mas na prática está sendo outra. A obra foi iniciada, mas logo parou. A explicação dada pelo secretário de Obras Kleber Menezes, é que o Estado estava devendo a empresa licitada, mas que a empresa já deverá ser paga para que reinicie os trabalhos

Mas como a falta de transparência e informações tem sido a tônica do “Governo de todos”, segue o “Samba do crioulo doido” deixando a presidente do bairro em situação difícil já que os moradores revoltados cobram dela o que estava escrito no convênio entre Estado e a empresa Via Oeste, além para que o trecho licitado seja asfaltado. No dia da assinatura do convênio o secretario de Estado, Kleber Menezes e a prefeita Eliene Nunes asseguraram que a obra estaria concluída dentro do cronograma estabelecido pelo governo. Porém, tudo não passou de propaganda enganosa.
POR FALTA DE APOIO FESTIVAL DE BARREIRAS NÃO SERÁ REALIZADO ESSE ANO: O que seria 12 anos de consagração do Festival virou decepção para seus organizadores e moradores do Distrito de Barreiras, em Itaituba. Pela primeira vez o Festival não acontecerá após 11 anos de realização e um dos fatores do seu cancelamento teria sido o ínfimo valor que a Prefeitura iria destinar como apoio.
Vários integrantes do Piau e Aracu ainda fizeram mais uma tentativa de reunir com a prefeita Eliene Nunes, mas mesmo assim não teve acordo, oficialmente esse ano Barreiras não realizará seu festival do Piau e Aracu. O evento esse ano estava com orçamento previsto de duzentos mil reais e a Prefeitura teria disponibilizado apenas trinta mil reais de patrocínio. A Prefeita foi categórica em afirmar que o Município está passando por grave crise financeira e ela não teria condições de aumentar o valor proposto nem ajudar acima do que propôs aos organizadores.
Em outros anos o Estado ajudou por intermédio do deputado Hilton Aguiar, mas esse ano o Deputado não se envolveu para dar apoio cultural, o que tornou ainda mais difícil a missão dos organizadores de um evento que apesar de fazer parte do calendário turístico cultural do Pará não está sendo valorizado em sua dimensão, haja vista que nos últimos anos o evento tem atraído milhares de pessoas de várias regiões. O festival seria realizado nesse mês de agosto como de praxe e com a falta de compromisso do governo municipal em não deixar morrer uma tradição folclórica/cultural de tradição esse é mais um episódio que em muito contribuirá para desgastar ainda mais sua desgastada imagem política perante a população.
Por: Nazareno Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário