Um grupo de manifestantes bloqueia desde a madrugada desta quinta-feira (28) um trecho da rodovia BR-230, a Transamazônia, no município de Itaituba, no sudoeste paraense.
O protesto se concentra no quilômetro seis da rodovia e seria coordenado por agricultores de 10 comunidades da região que reivindicam a realização de obras de infra-estrutura e a implementação de programas como o "Luz para Todos".
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), equipes de agentes de Marabá estão se deslocando para a área com o objetivo de negociar o fim da manifestação.
do G1 pará 
O trabalho escravo é considerado um dos maiores problemas sociais do mundo na atualidade. Países de todas as partes do planeta lutam para combater esse tipo de exploração do ser humano. No Brasil, a questão é cada vez mais grave, presente em todos os Estados do País. Tanto que foi até escolhido um dia do ano para ser marcado como Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo: 28 de janeiro (leia box abaixo). E o Pará é um dos líderes nesse lamentável ranking social. Nos anos de 2014 e 2015, o Pará registrou a libertação de 118 trabalhadores escravos, colocando o Estado na quinta colocação no ranking nacional do Trabalho Degradante e Análogo ao Escravo. 
Membros da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará se reuniram com representantes do Governo do Estado na manhã de ontem para reivindicar o reajuste salarial da categoria. A reunião, que ocorreu no Comando Geral da Polícia Militar e teve cerca de quatro horas de duração, contou com a presença dos comandantes gerais da Polícia Militar, coronel Roberto Campos, e do Corpo de Bombeiros, coronel Zanelli Antônio, assim como do secretário de Segurança Pública do Estado, Jeannot Jansen.
Um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a concessão de um novo trecho rodoviário na BR-163, entre o distrito de Campo Verde em Itaituba e Santarém, no oeste do Pará, deve ser lançado em fevereiro, conforme informou ao G1 o Ministério dos Transportes nesta quinta-feira (28). O PMI é o primeiro passo para dar início ao processo de concessão, que inclui estudos de mercado, de engenharia, ambientais e avaliação econômico-financeira.
De acordo com o Ministério, este novo projeto vai complementar a proposta de concessão da BR-163 entre o município de Sinop, no Mato Grosso, e o distrito de Miritituba, em Itaituba, Pará, que já está em andamento.