Helder entregou a carta de demissão à presidente Dilma Rousseff na segunda-feira (18), mas a presidente fez um apelo para que ele e o ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, permanecessem no governo. A presidente sugeriu uma conversa para a quarta, mas os ministros se anteciparam e já comunicaram o PMDB de suas demissões.
Uma criança de 1 ano morreu em decorrência de gripe H1N1 em Santarém, oeste do Pará. De acordo com o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), a doença foi confirmada por meio de exames. A morte ocorreu na segunda-feira, 11 de abril, mas foi divulgada nesta terça-feira (19). De acordo com a Casa de Apoio a Saúde Indígena (Casai) de Novo Progresso, que prestou os primeiros atendimentos, a criança da etnia Kaiapó, é natural da aldeia Kubenkokre, no município de Altamira.
 
Segundo a assessoria de imprensa do HRBA, a criança deu entrada na unidade no dia 6 de abril, sendo encaminhada diretamente para o isolamento da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica, onde recebeu o atendimento necessário, mas não resistiu.
O Superintendente Regional do Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra) no oeste do Pará, engenheiro agrônomo Adaias Cardoso foi exonerado do cargo, de acordo com a portaria publicada nesta terça-feira (19), noDiário Oficial da União (DOU) e assinada pela presidente do Incra, Maria Lúcia Falcón. O engenheiro assumiu o cargo no dia 29 de março de 2016, em substituição do ex-superintendente Claudinei Chalito.
Na edição do DOU desta terça-feira, não consta a nomeação de um novo novo ocupante do cargo em comissão de superintendente, mas de acordo com a assessoria de imprensa do Incra na região, o cargo deve ser assumido por Elita Beltrão, em comissão de superintendente substituta. Elita é servidora de carreira, ocupante do cargo efetivo de analista em rManifestações após nomeação de Cardoso
Mulheres de presos protestam em frente ao Fórum
Mulheres de presos protestam em frente ao Fórum
O Brasil é o País que tem um dos piores sistemas carcerários do mundo, com ênfase para a problemática da superlotação e condições sub-humanas. O excesso de presos e infraestrutura precária contribuem para transformar os presídios e cadeias em verdadeiros barris de pólvoras. Em Itaituba a reportagem do jornal O Impacto foi procurada por um grupo de seis mulheres, todas esposas de presidiários, para denunciar o que elas consideram desumano,  o tratamento dado a eles no presidio de Itaituba.
Para garantir que sejam atendidas em suas reivindicações, elas estão acampainhadas e algumas acorrentadas em frente ao Fórum. Elas querem que a Justiça reverta a decisão de transferir os seis detentos para Belém, alegando que são pessoas humildes e não tem condições financeiras para visitá-los na capital.
vitimasA violência no Estado do Pará a cada dia que passa ganha contornos de verdadeiro filme de faroeste. Dois suspeitos de matar o policial militar Marcos Rack durante uma troca de tiros ocorrida na segunda-feira (18), no município de Marabá, sudeste paraense, foram assassinados na madrugada desta terça-feira (19), dentro do hospital municipal da cidade. A dupla foi morta por um grupo de homens encapuzados que invadiu o local.
Segundo uma testemunha, um grupo com mais de dez suspeitos armados invadiu o local por volta das 3h30. Funcionários do hospital foram feitos reféns e usados como escudo-humano pelo grupo, que conseguiu render os policiais que faziam a segurança do espaço.
Criação de búfalos na região do Marajó
Criação de búfalos na região do Marajó
O Banco da Amazônia deverá aplicar R$ 1,5 bilhão no Pará este ano, sendo R$ 1 bilhão do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e R$ 507 milhões da carteira comercial do banco. Dos recursos do FNO, R$ 287,6 milhões vão para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), R$ 200,7 milhões para as micro e pequenas empresas e empreendedores individuais, R$ 79 milhões para o Programa de Agricultura de Baixo Carbono. Lançado em 2015, o FNO-ABC é destinado a projetos agropecuários e florestais para redução da emissão de gases de efeito estufa na região.